Sinestesia

Sinestesia é mais uma figura de linguagem e mesmo sendo uma temática ampla, essa que faz parte da figura de palavra/ semântica e tem várias denominações que o estudante pode identificar essa figura nas frases.

Essa figura de linguagem tem como finalidade fazer a união entre determinadas sensações com alguns órgãos do ser humano como é o caso do olfato, visão, paladar, audição, tato. O texto por meio da sinestesia torna-se mais expressivo.

O que é Sinestesia

Diante de sua etimologia, a palavra vem da origem grega synesthesia que em contrapartida significa Sensação, como também pode significar “sentir junto”, “sentir próximo”, “sentir no mesmo momento”.

Portanto o conceito de Sinestesia é quando o a expressão do que se sente se mistura com a sensação, essa se torna a figura de linguagem em questão.

Exemplo: Aquele rapaz tem uma voz aveludada.

Nessa frase, encontramos justamente uma junção da audição com a palavra aveludada que vai remeter ao tato. Segue um outro exemplo para maior entendimento.

Exemplo: João, seu perfume é muito doce!

Independentemente de quem seja o sujeito na frase, o que deve ser levado em consideração em que existe uma junção entre o paladar quando se remete ao doce, e ao olfato devido a sensibilidade de sentir o cheiro, sendo ligado assim olfato com o Perfume.

Figura de linguagem – Sinestesia

Um outro conceito que pode complementar as atribuições anteriores, é de que a relação dessa figura de linguagem está associada aos sentidos do ser humano, através do tato, olfato, visão, audição e paladar, tendo assim uma maior dinâmica nos textos ou por via oral.

Nesse caso, será uma associação das sensações com as simultâneas empregadas nas frases.

Exemplo: Ao seu redor, só existe olhares frios.

Exemplo: Minha mãe tinha cheiro doce de morango.

No primeiro exemplo é possível identificar que que existe uma junção da visão por meio da palavra olhares, ao sentimento associado de frio, esse que caracteriza o tato porque sentimos.

Já no segundo exemplo, temos como um exemplo que fala sobre cheiro que remete ao olfato, com a junção de doce de morango associando assim o paladar.

A sinestesia é uma figura de linguagem que é muito utilizada pelos poetas, pelos escritores literários, jornalistas, músicos, são pessoas que possivelmente faz uso dessa figura para construir assim um texto associativo ao sentimento e aos sentidos.

Segue mais exemplos sobre sinestesia:

O sabor azedo de suas palavras machucou meu coração.

A cor do short é rosa gritante.

Beijo doce da linda flor.

Entre vocês só existe cheiro de mar.

Leia também: