Paradoxo

Saber um pouco mais sobre conceitos e exemplos de Paradoxo é importante para obter mais entendimento sobre as figuras de linguagem.

Paradoxo – O que é

Como o Paradoxo faz parte das figuras de estilos nele podemos encontrar a sua junção ou conceituação em figuras de pensamento.

Esse é mais um tema que pode cair em uma prova surpresa, ou quem sabe em um concurso, existe vários outros tipos de linguagens, mas nesse artigo você terá uma breve conceituação sobre o que vem a ser Paradoxo.

Figura de linguagem – Paradoxo

Brevemente podemos iniciar a explicação dessa figura como tendo sua origem etimológica tendo a origem paradoxos, significando assim como algo contrário ao que seja, ou em sua origem latina, pode significar como uma “opinião contrária”, ainda pode ser como como uma “oposição”.

Tendo em vista esse breve significado, teremos assim como conceito que essa figura é nada mais e nada menos que uma união de ideias opostas, ou ideias contrárias assim dizendo.

Em algumas circunstâncias vai parecer sem lógica, porém estará mencionado o que existe de mais real.

Exemplo: Estou dormindo acordado.

Nessa frase temos uma expressão original do que seja o Paradoxo, aparentemente a expressão de ideia é um tanto fora do comum, porém se torna real.

É como se dormir acordado fosse uma junção ou complemento do que a frase precisa ter para que o receptor entenda assim o que o emissor deseja falar.

Exemplo: O amor é fogo que arde sem se ver.

Ora, se na frase criada por Camões você associa o amor, como fogo (termo real), que ele queima por dentro, porém você não ver esse tal sentimento chamado de amor, ou seja, você apenas sente ele.

Paradoxo – como usar

Esse é um tipo de figura que foi muito utilizado na literatura barroca, era uma forma que alguns escritores encontravam de transmite a ideia de oposição com os dilemas, com as associações que o pensamento tinha.

Muitas vezes, as frases eram tão complexas que muitos não entendiam o que de fato o autor queria transmitir, mas até os dias atuais, essa figura tem grande influência.

Exemplos de Paradoxo:

O nada é tudo.

O silêncio é o melhor discurso.

O riso é uma coisa séria.

Quanto mais damos, mais recebemos.

O melhor improviso é aquele que é melhor preparado.

Aprenda também: