Gradação

Dentro de figuras de linguagem temos várias referências de figuras, entre elas temos a Gradação e por fazer parte das figuras de semânticas ou de palavras, é importante conhecer a sua estrutura gramatical em conceito, origem e através dos exemplos.

Gradação origem – etimologia

Brevemente, a sua origem etimológica pode ser vista como na palavra latim gradatio, que significa “aumento”, “alteração”.

Gradação Conceito

Essa figura pode ser compreendida como, “gradação” é uma função em que a sua sequência de expressão ou mesmo as de palavras terá uma intensidade de ideia ou elemento.

Também pode ser compreendida como ter uma característica em que transforma uma coisa em outra, promovendo assim um valor em sua repercussão.

Exemplo: “É pau, é pedra, é o fim do caminho”. Tom Jobim

Esse é um trecho breve da música Águas de Março de Tom Jobim em parceria com Elis Regina, nela encontramos um certo obstáculo na frase onde não sabemos onde a frase de fato deseja chegar, isso porque a frase termina em ”é o fim do caminho”. Ou seja, não traz efeito de intensidade.

Vejamos um outro exemplo!

Exemplo: Não quero mais saber de você, eu te odeio Bruno, saia definitivamente de minha vida!.

A frase é grande mais é perceptível que encontramos uma emoção ou sentimento na frase. Esse sentimento vai crescendo na medida em que a frase é construída, note que se é falado “eu te odeio”, “saia da minha vida” essa frase traz consigo a sua função de gradação ou seja uma ordem.

Existe uma certa semelhança e comparação entre Gradação ou Clímax, sim, gradação também é conhecida por ser Clímax.

Como já é notado nos exemplos, gradação é uma característica de palavras que dão aumento ou diminuição de sua ordem. O clímax pode ser figurado nesse sentido, empregar as palavras para ter o intuito de ênfase nas ideias, no pensamento, no sentimento, no ritmo em que ela se encontra.

Veja mais exemplos.

Exemplos:

Eu era pobre, era subalterno, era nada. (- Monteiro Lobato)

O que é aquilo no céu? é um homem? é um avião? é o Superman!

De repente o problema se tornou menos alarmante, quase nada!

Aprenda mais figuras de linguagem: